Espanha '21 (parte #1) - Jerez, Cádis e Porto de Santa Maria



Jerez de La Frontera foi a primeira paragem da nossa Spanish Roadtrip de 2021. No total foram 17 dias, 8 cidades e mais de 4.000kms, e muita, mas muita diversão. Mas tudo começou com estes 2 dias!



Dia 13 de Agosto (dia #1 de viagem)


A Viagem

Eram 9:30 da manhã quando saímos de Lisboa. Esperava-nos uma viagem de 5 horas e meia. Se antigamente podíamos achar esse número insuportável, hoje, com a experiência que adquirimos e aventuras que vivemos, é um número bastante razoável. E acreditem, passa mais rápido do que parece, e o entusiasmo ajuda sempre.

Decidimos levar almoço para não termos que perder tempo pelo caminho, e assim também reduzimos os custos. Nestas situações, seja pelo calor ou pelo prático da situação, optamos por snacks. Nesse dia, levámos wraps (incluindo vegetarianos), fruta e muita água. Já tínhamos a playlist escolhida, filmes nos gadgets e... lá fomos nós.

A meio da viagem, parámos para almoçar, mas sem grandes demoras. Apenas o suficiente para esticar as pernas, ir comprar um café, ir à casa de banho e seguimos novamente em viagem.


O Palácio

Chegámos às 16h00 ao Palácio La Torneria, em plena zona histórica de Jerez de La Frontera. Ficamos encantados com o pitoresco desta cidade. Mas nem tudo foi fácil. Encontrar a entrada para o local onde iríamos ficar alojados não foi fácil. Estava numa zona pedonal e não conseguimos perceber como podíamos passar com o carro para descarregar as malas, mas lá nos desenrascámos. Nesta viagem, optamos muitas vezes por ficar nos centros históricos das cidades, o que condicionou o estacionamento do carro.




40º à sombra

Eram 17h30 e o termómetro marcava 40 graus. Optamos por ir diretos para Puerto de Santa Maria. Esperava-nos uma praia gigante (valdelagrana), com águas tépidas, calmas e areia fina. Ficámos na praia até às 20:30. Com temperaturas destas, as pessoas ficam muito mais tempo nas praias. Quando saímos, a praia ainda estava cheia de gente. Decidimos jantar junto à praia. Escolhemos o Beach Club Las Olas, um típico bar de praia, com uma decoração giríssima, com vista direta para o por do sol. Pés descalços na areia, boa comida e foi só deixar o tempo passar bem devagar.

Chegámos ao hotel já passava das 23 horas. Saímos para passear pelos bares e restaurantes da zona histórica de Jerez. A vista, as pessoas, as vozes, as gargalhadas, a música, o calor da noite, os cheiros… foi um perfeito primeiro dia de férias. Jerez merece estar no vosso itinerário da Andaluzia.




Dia 14 de Agosto (dia #2 de viagem)


Passámos grande parte da manhã a conhecer a pé toda a zona histórica de Jerez. Tomamos o pequeno-almoço mesmo ao lado da Catedral e deambulamos pelas muitas ruelas estreitas desta lindíssima cidade, contemplando toda a sua história e edifícios.



Cádis

Depois saímos para Cádis. São cerca de 30m de carro, mas vale muito a pena. Tivemos imensa dificuldade em arranjar um lugar para estacionar. Os próprios parques pagos estavam cheios. Após umas dezenas de voltas pela cidade, o que até foi engraçado, pois "permitiu-nos" (aqueles acasos que acontecem) passar pelos pontos e monumentos mais emblemáticos de Cádis, lá conseguimos um lugar na rua, com parquímetro. Resolvido.

Ficamos na praia de Santa Maria del Mar primeiro, depois almoçámos num restaurante mesmo em frente à praia, com imensa oferta, e depois voltamos para a praia, desta vez a de La Vitoria. As praias são enorme e ficam seguidas. É só escolher.

Fechamos a tarde com Gins e cervejas num dos bares da praia, com o corpo salgado, cabelos desalinhados, pés descalços e aquela vista para o mar, que tanto gostamos.



Mais uma surpresa

De regresso a Jerez, a surpresa do dia. Um restaurante de Cozinha do Mundo, com pratos um pouco de todo o lado... África, Ásia, Américas e Europa. Uma delícia. Jerez oferece uma enorme oferta gastronómica. O difícil é mesmo escolher.

No nosso caso, porque a Mariana é vegetariana, procuramos sempre um sítio com alternativas vegetarianas, o que nem sempre é fácil. Mas rapidamente nos adaptamos e encaramos as tortilhas ou umas batatas bravas como boas soluções. Mas quando saímos da porta do nosso hotel, ainda não tínhamos dobrado a esquina e vimos um cartaz a dizer “Vegan”, pronto, chamou logo a atenção da Mariana. E ainda bem, porque foi só maravilhoso. Não podem deixar de experimentar. É uma cozinha muito diferente.

Não vão ter dificuldade em comer bem em Jerez. Metro sim, metro não, há um excelente espaço, com a sua própria decoração, música e, claro, tapas.

Já lemos que Jerez é o berço das tapas. Não sabemos se é ou não, mas aqui fica uma curiosidade: sabem de onde vem o nome? Antigamente colocavam este aperitivo sobre o copo de vinho, a fazer de tampa, ou "tapa", em espanhol, para proteger das moscas e da areia.

Jerez é também conhecida pelo Vinho Xerez, produzido exclusivamente na região vinícola de Xerez, que inclui Jerez de La Frontera. Se tiverem oportunidade, vão visitar uma das tantas adegas locais (bodegas). Não fomos, mas foi-nos muito recomendado. Ficará certamente para uma próxima visita.



Dia 15 de Agosto (dia #3 de viagem)


Camiñito ou Marbella?

O 3º dia estava reservado para irmos fazer o Caminito del Rey. É lindo e imponente... pelo menos nas fotografias! Mas a onda de calor que atravessou Espanha, especialmente a Andaluzia, e os 44⁰ esperados, levaram-nos a mudar de ideias.

Sabíamos que os meses de julho e agosto eram meses quentes nesta zona, mas esta vaga de calor e humidade agravou a situação. 44 graus à sombra e 80% de humidade era para nos arrastarmos uns aos outros.


Rapidamente colocámos mãos à obra e fomos pesquisar alternativas. Et voilà... Marbella foi a escolha.

Seguimos viagem logo a seguir ao pequeno-almoço. Entrámos em Marbella e vislumbramos aquelas dezenas de km de areia do Mediterrâneo. A praia fica mesmo no centro da cidade. Areia escura (a fazer lembrar São Miguel), água refrescante e cristalina... e alforrecas que nunca mais acabavam... Foi engraçado ver os miúdos divertidíssimos a apanharem-nas com os seus camaroeiros. De facto, a atitude com que encaramos as dificuldades faz toda a diferença.

Refrescamo-nos, apanhamos algum sol e saímos em direção a Granada, o nosso próximo destino. Com esta alteração, ficámos a conhecer Marbella, que não estava nos planos iniciais e é lindíssima. Não fomos fazer o Caminito del Rey, mas ficou na nossa lista de to do´s. Voltaremos claramente.


Acompanhem o resto da nossa Spanish Roadtrip 2021.

Vejam as várias partes desta aventura

Parte #1 (13 a 15) - Jerez de La Frontera, Cádis e Puerto de Santa Maria

Parte #2 (15 a 17) - Granada

Parte #3 (17 a 20) - Valencia

Parte #4 (20 a 23) - Barcelona

Parte #5 (23 a 26) - Saragoça, Bilbao e San Sebastian

Parte #6 (26 a 29) - Madrid

Espanha '21 - Onde dormir


19 visualizações0 comentário